Dicas para não passar aperto na Receita Federal

Dicas para não passar aperto na Receita Federal


Se tem uma coisa que quase todo brasileiro tem em comum é a vontade de trazer milhões de coisas mais baratas quando viajam para fora do país. E nem dá para condenar quem faz isso, afinal, realmente as coisas são mais baratas, de melhor qualidade e de quebra você ainda tira umas férias e conhece uma nova cultura. O problema? Fazer compras demais e ser parado na Receita Federal ao chegar ao Brasil.

No post de hoje do blog da Ultrapark, separamos algumas dicas indispensáveis para você não passar aperto na Receita Federal. Confira:

Legislação

As leis são extremamente extensas, confusas e cheias de instruções e nomes que dão um nó em nossa cabeça, algumas regras são tão difíceis de entender que até os próprios agentes da Receita se confundem, por isso, em primeiro lugar torça para ser atendido com bom senso. Então, leia previamente quais são os principais pontos das regras da alfândega e veja como você pode ajustar-se a elas.

Cotas

Existe uma cota de valor de itens que você tem direito, por isso, esteja preparado e tenha tudo muito bem calculado para não entrar em desespero na saída do aeroporto. Cada meio de transporte possui um valor diferente, confira:

  • Via aérea – US$500,00
  • Via marítima – US$500,00
  • Via terrestre – US$300,00

Compras feitas no Free Shop brasileiro possuem uma cota extra de até US$500,00 fora da cota de gastos no exterior. Além disso, após um mês você tem direito a isenção e pode gastar outros 500 dólares de novo.

Menos é mais

Imagina só, você passa só três dias viajando e volta com duas bagagens de 32kg cheias? Certamente você vai virar alvo da fiscalização, né? Por isso, o bom senso é sempre necessário. Desde que você esteja dentro da cota permitida, sem problema algum, mas porque chamar atenção para o seu lado, né?

Fora isso, o clima também é lavado em conta. Se você foi para o Hawai e voltar com a mala cheia de casacos de inverno, não adianta dizer que era tudo item pessoal, né? Pessoas com o corpo muito diferente das roupas compradas também geram suspeita.

A regra primordial é: comprou, usou! Tire as etiquetas de tudo o que comprar, evite peças repetidas e se possível, deixe-as até com seu cheiro. Assim, fica mais fácil de provar que é seu.

No caso dos relógios, só pode ser levado um por pessoa, afinal, ninguém usa dois relógios ao mesmo tempo, né? Caso você vá de relógio e resolva trazer outro, o mesmo será taxado.

Bom, esse é apenas um resumo muito básico de algumas dúvidas que as pessoas tem na hora de viajar para outro país. Antes de partir, confira todas as regras e garanta que sua viagem será mais tranquila.

E na hora de viajar, não esqueça que pode contar com o estacionamento mais próximo do aeroporto de Guarulhos, o Ultrapark, que oferece vantagens e benefícios exclusivos.

Entre em contato agora mesmo e saiba mais sobre os nossos serviços. Se preferir, faça uma reserva pelo formulário e garanta a sua vaga e uma viagem mais tranquila.

 

Categorias

+ Não há comentários

Acrescente o seu